x


RELEASE

Álbum de estreia dessa banda que explode há 03 anos nas ruas de Salvador (BA), durante o carnaval, este LP vem carregado de energia. Não dá pra ficar parado. Os ritmos da lambada, merengue, salsa, samba-reggae, galope e reggae fazem do repertório um coquetel de embalos dançantes. O disco já chega com um grande hit, a música “Beijo na boca”, na voz do cantor Netinho, já segue tocando pelo país, tornando-se o grande sucesso do verão.

Banda jovem, tem na formação Netinho, Marquinhos e Dera nos vocais, Robinson Cunha (bateria), Samuel Touché (baixo), Boca (guitarra), André Santana (teclados), Anjo e Fumaça (percussão). O grupo se originou dentro de um dos blocos de carnaval de Salvador, o Bloco Beijo, transformando-se na banda e no retrato do bloco. Sua música vem das ruas, dos guethos, dos cantos soteropolitanos, dos festejos ligados ao movimento do carnaval, traduzindo toda a alegria que rodeia essa festa. Dentro desse repertório fervente, uma surpresa: uma bossa nova, gravada com pianos, violões e cordas que, na voz suave de Netinho, traduz todo o ecletismo da Banda Beijo. Um disco para dançar, uma trilha sonora para a alegria.

CRÉDITOS DO ÁLBUM
Produção: Ricardo Cavalcanti
Direção Artística: Ricardo Cavalcanti
Ano: 1988

FAIXAS GRAVADAS POR NETINHO:
1. Beijo na boca
4. Coração de tambor
5. Transa louca


Prove Beijo


LETRA DAS MÚSICAS

- Beijo na boca

(João Guimarães / George Dias)


Foi sem querer que eu beijei a sua boca
Menina tão louca
Eu quero te beijar
Beijo na boca
Seu corpo no meu, suado
Tem sabor de pecado
Com jeito de bem-me-quer

Todo dia de festa na Bahia
E o trio irradia alegria
O farol ilumina Salvador, êo, êo
Todo dia é festa em Salvador, êo, êo
O farol ilumina Salvador, êo, êo
Todo dia é festa em Salvador, êo, êo
Suor, suingue maneiro, pecado e amor

- Coração de tambor

(Evandro Terra)


No balanço do rock
No maxixe, um mambo
Jeitinho de xote, ecoou
Batuque, agogô
Da Jamaica ao Congo, ô
Na Bahia, um toque negro, ô

Na ginga, no balançar
No Calypso, um black soul
Apartheid, apartar, Nova Guiné
Negro samba, afoxé
Nego vira banto
Pé no chão
E coração de tambor

- Transa louca

(Carlinhos Boca)


Você termina e volta atrás
Só aceito se quiser
Analiso todas as formas
Dá um tempo, deixa eu pensar
Se é verdade ou mentira
Você me aceitar
Do jeito que eu sou
Meio louco, ocupado, um duro, gelado
Talvez eu seja um compositor

Meio coisa louca, sei que sou
Te desejo muito, sou fiel
Mas depois de tudo
Não aceito esse papel

Se é sim, é futuro
Se é não, é tristeza
Se é belo, é beleza
Se te testo, é sexo
Se te transo, é tara
E ri na minha cara

Você diz que me ama
Me prende e me chama
Pra fazer amor, eu vou
Fazer amor, fazer amor